Coronavírus e a saúde do seu lar

Em tempos de crise, a importância de ressaltar a Síndrome do Edifício Doente

#covid19 #saúde #arquitetura #edifíciodoente #quarentena #pandemia


Um estudo feito pela “National Human Activity Pattern Survey”, realizado pela Berkeley Lab Energy,apontou que passamos 90% do nosso tempo em ambientes fechados. Em tempos de quarentena esse número passou a 100%. Sabe-se que a má qualidade do ambiente interno afeta o desempenho do ser humano, tanto em sua produtividade, quanto em sua saúde.

Fonte Imagem: Gazeta do Povo

A preocupação com a qualidade do ambiente interno, veio a ser percebida apenas na década de 70, quando trabalhadores passavam muito tempo em ambientes fechados e acabavam adoecendo. Mas foi apenas em 1982 que a Organização Mundial da Saúde (OMS),reconheceu esse fator como a Síndrome do Edifício Doente (SED), que é caracterizada por um conjunto de doenças que são desencadeadas pela proliferação de bactérias em edifícios fechados sem ventilação, ou relacionada com falhas na climatização do ambiente e falta de manutenção.


Sabe-se por meio da Psicologia Ambiental que a arquitetura tem grande influência sobre o bem-estar e desempenho das pessoas. Um ambiente descontraído como um shopping ou shows causa alegria e desprendimento, ao passo que uma igreja ou hospital trazem sentimento de contrição e respeito. Assim como condições de conforto ou desconforto causam outras atitudes, como uma sala muito fria não estimula o desempenho no trabalho, bem como uma sala abafada nos traz sensação de sufoco. Lugares com cheiros bons nos traz estímulos de prazer, enquanto odores ruins nos causam mal estar. Dessa forma, o ambiente em que nos encontramos tem muito a nos oferecer, tanto para o bem quanto para o mal.


Estima-se que os níveis de poluentes em ambientes internos são muito maiores do que na própria rua. E somo nós quem o levamos para dentro de casa ou do trabalho, por meio de nossos sapatos, roupas, ou por não permitir ventilação adequada. Em salas comerciais vedadas por fachadas envidraçadas, essa preocupação é ainda maior, pois uma vez que o poluente entra, não existe saída em janelas para que o ar seja renovado. Em casas onde o morador passa o dia inteiro fora e não há o hábito de abertura das janelas para renovação do ar nível de poluentes e bactérias existem também em grande concentração. E é nesse tipo de cenário onde se desenvolve a Síndrome do Edifício Doente.

Fonte Imagem: Depositphotos

Entre seus sintomas estão:


  • dores de cabeça

  • sintomas semelhante ao de gripe ou resfriado

  • dermatite, rinite e asma

  • problemas respiratórios

  • irritação dos olhos

  • tuberculose

  • doença de pontiac


É certo, que são diversos fatores que contribuem para o desencadeamento desses sintomas como a idade do edifício, tipos de equipamentos que liberam toxinas, como máquinas de xerox, móveis e pinturas, condicionamento da pessoa, pré-disposição a doenças, compostos químicos presentes em produtos de limpeza, mofo e odores, fumo e tabaco, além ventilação e iluminação adequadas e o mais comum no caso da SED é a falta de manutenção em equipamentos e dutos de ar condicionado. São nesses equipamentos onde foram constatados as maiores causas e fatores que contribuíram para a SED. Nesse sentido percebe-se que a transmissão de agentes patogênicos ocorrem tanto em ambientes restritos ou em aglomeração de pessoas, bem como por uma baixa circulação de ar.


em tempos de pandemia, é preciso estar atendo aos sintomas, para que haja a devida prevenção e auxílio médico.

Uma coisa é certa, devemos nos preocupar com a saúde de nossa casa assim, como nossa própria saúde. Uma casa limpa e ventilada previne a concentração de mofos e fungos; a ventilação recorrente renova o ar de nossa casa levando embora poluentes e toxinas presentes no ar; uma iluminação adequada, nos estimula a fazer nossas tarefas diárias. Tudo isso gerenciado da melhor forma, nos permite ter conforto e satisfação nos ambientes.


Por isso é fundamental a presença de um profissional da arquitetura ou engenharia para te auxiliar na construção de uma nova casa ou em um reforma, para que este possa melhorar as condições do ambiente para que possa se alcançar um conforto ambiental adequado.


A PROJEFATTO está aqui para te ajudar no que toca à saúde e bem-estar da sua casa. Conte conosco para te auxiliar ou tirar suas dúvidas de como melhorar seu espaço.


E lembre-se lave as mãos e passe álcool em gel.



61 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo